5 Passos para melhorar o Controle Financeiro de sua Empresa

outubro 27, 2016 10:00 am

gerenciamento-financeiro

 

Você sabe dizer qual é o seu lucro? Sabe dizer o que tem a ganhar ou o que deve? Conhece bem todos os gastos da sua empresa? Pois é, por incrível que pareça, muitos empreendedores não sabem responder a essas perguntas. Isso se deve, principalmente, à falta de controle financeiro na maioria das empresas. A gestão das finanças empresariais é de suma importância para o bom rendimento e para a saúde financeira da empresa já que através dela é possível que o gestor consiga analisar o estado financeiro, e ter uma tomada de decisão muito mais efetiva acerca de investimentos, gastos, etc.

Com a realização de um controle financeiro em que há o registro de todas as entradas e saídas, é possível elaborar os demonstrativos financeiros, que geram os resultados utilizados como base para a tomada de decisões. Entre os vários demonstrativos que existem, os de maior destaque e fácil entendimento são o Demonstrativo do Resultado do Exercício (DRE) e o Demonstrativo do Fluxo de Caixa (DFC).

Demonstrativo do Resultado de Exercício

No Demonstrativo do Resultado de Exercício (DRE) é levado em consideração o regime de competência, e de maneira bem simples, isso quer dizer que é demonstrado tudo que deveria ter entrado e saído na empresa durante um período determinado. Com o DRE é possível saber como o modelo de negócio se comporta independentemente de situações adversas de mercado como por exemplo a inadimplência.

Fluxo de caixa

No fluxo de caixa é considerado o regime de caixa, ou seja, consideramos o registro dos documentos nas datas em que foram pagos ou recebidos. Este evento pode ser uma entrada (venda) ou saída (despesas ou custos). Diferentemente da DRE, o fluxo de caixa vai demonstrar o que de fato entrou e saiu da empresa, possibilitando que o gestor analise a variação do resultado da empresa para a competência do período.

Dicas para um bom controle financeiro

  1. Faça um acompanhamento de suas receitas e despesas

É de suma importância que o gestor sempre saiba a situação financeira da empresa no momento. Tenha o costume de fazer os lançamentos das entradas e saídas da empresa. Fazer isso diariamente é o mais recomendado para criar uma rotina de gerenciamento, mas se não for possível, faça em uma periodicidade bem definida. Isso servirá como um histórico e ainda o ajudará a fazer as análises financeiras.

Uma empresa que não que não sabe de seus gastos e ganhos não consegue tomar decisões eficientes, e caso haja algum problema, será mais difícil identificá-lo e saber como atuar diante dele.

  1. Não mistures as contas pessoais com as da empresa

Misturar a vida pessoal com a empresa é mais comum do que parece. A mistura de responsabilidades e gastos financeiros pode prejudicar a saúde do seu negócio. Sempre tenha em mente quais são as despesas provenientes de gastos da empresa e quais são suas contas pessoais, principalmente as difira no fluxo de caixa. Caso não haja essa separação, o resultado apresentado pela empresa será bem diferente do resultado real.

  1. Acompanhe a inadimplência

Através do controle financeiro é possível saber como está a inadimplência da empresa no período. Procure saber qual é a sua inadimplência absoluta acumulada e a inadimplência de cada mês. A inadimplência acumulada te permite saber quanto você ainda tem a receber, enquanto a inadimplência mensal te dá uma noção de qual é o comportamento histórico e a média de inadimplência na empresa. Essas informações ajudarão a saber qual o momento certo de fazer a cobrança.

  1. Trace metas para alcançar seus objetivos

Elas vão mostrar o quão longe você está do seu objetivo. As metas têm de ser mensuráveis e com prazos definidos para o seu cumprimento. Elas estimulam melhores resultados e servem de inspiração para a organização como um todo. É muito importante que elas sejam atualizadas frequentemente já que são sempre um reflexo do momento financeiro da empresa.

  1. Análise os resultados frequentemente!

Analise seus resultados ao menos uma vez por mês. Acompanhe os resultados e indicadores de preferência usando recursos de análises como gráficos e relatórios. Controle financeiro é rotina. Ter o hábito de analisar as finanças da empresa é de suma importância para seu bom rendimento e saúde financeira, já que através dela é possível conhecer melhor o negócio, tendo assim uma tomada de decisão muito mais efetiva.

Escrito por: Patrick Cruz – Consultor UCJ.

 

Precisa de auxílio para uma melhor estruturação financeira de sua empresa? Entre em contato com a UCJ!

Email: relacionamento@ucj.com.br                                    Telefone: (31) 3499-3560

Palavras-chave: , ,

Categoria:

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *