Como a inflação influencia os negócios do pequeno empresário

agosto 4, 2017 2:37 pm

O índice de preços ao consumidor (IPC) é um índice mensurado pelo IBGE que aponta a variação média nos preços dos produtos vendidos ao consumidor final, ou seja, a inflação. No mês de fevereiro deste ano (2017), este índice foi de 0,39%. Mas como isto pode influenciar os pequenos empresários?

 

Bens de diversos setores são ponderados para que se realize o cálculo do índice, entre eles estão energia elétrica, gasolina, alimentação, etc. Sendo assim, muitos dos custos necessários à operação de uma empresa estão, inevitavelmente, relacionados à inflação.

 

Quando os bens que mais influenciam este índice para cima estão diretamente relacionados aos custos variáveis de uma empresa, este aumento certamente será repassado ao consumidor final. Desta forma, tem-se um aumento nos custos e embora o repasse destes custos ao preço final dos produtos possa reduzir o volume de vendas de um negócio, se este repasse for proporcional, a margem de lucro da empresa será pouco influenciada.

 

Entretanto, muitas vezes este índice é influenciado por bens como a energia elétrica, que representa, na maioria das vezes, para os pequenos negócios, uma despesa fixa administrativa. Sendo assim, dificilmente, este aumento pode ser repassado ao consumidor. Consequentemente, a empresa terá seus custos e despesas inchados, o que prejudicará, certamente, a margem de lucro do empresário. Um outro bom exemplo é quando o índice é puxado pelo aumento no preço da gasolina, o que, caso o negócio dependa de transportes rodoviários, este índice irá certamente afetar diretamente o empresário.

 

Pode-se perceber, então, claramente, que a inflação pode ter uma grande influência sobre os negócios de micro e pequenos empresários, no entanto, dependendo de quais itens têm o principal aumento do período, o empresário pode ser influenciado mais ou menos por este índice. Sendo assim, para que as consequências de um aumento no índice geral de preços sejam as mais brandas possíveis, o empresário deve estar preparado. Saber quais são os principais bens que influenciam a inflação do período é muito útil para que o empreendedor possa se preparar da melhor forma. Com tais informações, pode-se estimar reduções ou aumentos no volume de vendas, facilitando o controle de estoque e fornecedores, bem como estimar um crescimento das despesas fixas pode facilitar a gestão do negócio aumentando a produção, por exemplo, para reduzir os custos variáveis.

 

Tendo dito tudo isso, a conclusão a que se chega é, a inflação pode sim influenciar um pequeno empreendedor, e muito. Porém é indispensável ater-se aos detalhes do índice. Ser organizado e objetivo é a primeira virtude que leva ao sucesso de uma empresa.

Rodrigo Pifano – Gerente de Negócios

Palavras-chave: ,

Categoria: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *