Como atrair investidores para sua startup: Metodologia Lean

novembro 5, 2017 12:37 pm


Montar um plano de negócio perfeito que consiga atrair investidores para a empresa é uma tarefa desafiadora. A verdade é que lançar um novo empreendimento no mercado é praticamente um tiro no escuro, que passa por criar a ideia do produto ou serviço, que não só seja atraente para o consumidor, mas também lucrativo para os investidores.

No entanto, nos últimos anos, começou-se a entender que os empreendimentos não precisam seguir um caminho linear, e que eles devem ser introduzidos no mercado para se adaptarem, e irem se modelando e aperfeiçoando ao longo do tempo. Negócios engessados, que não conseguem se adaptar às novidades e modificações do mercado, estão fadados ao fracasso com o passar do tempo, uma vez que a mentalidade do mercado e dos consumidores está sempre suscetível a alterações.

Nesse cenário, uma importante força vem se mostrando capaz de tornar menos arriscado o processo de criar uma empresa, além de tornar o sucesso mais próximo da realidade dos investidores. É a metodologia “Lean”, que coloca a opinião do cliente e suas críticas como ponto central para lapidar seu produto. Assim, prioriza a experimentação sem medo de errar para aprender, ao invés de acreditar que o produto ou serviço está pronto desde o início e que errar é o caminho para o fracasso.


A metodologia “Lean” possui três grandes princípios, além de algumas características, que fazem ela se tornar tão atraente para ser adotada por investidores.

1 – O negócio nunca está pronto

A metodologia compreende que o negócio inicial não está pronto, e que ainda precisa ser modelado enquanto a empresa está no mercado. Logo, ao invés de executar um plano de negócio como empresas tradicionais, ela busca aperfeiçoar seu modelo de negócio no mercado.

2- A opinião do cliente é tudo

Dado que é criado o produto mínimo viável (MVP) – uma versão básica do produto, com as mínimas funcionalidade – é importante focar em valorizar as críticas dos usuários e levar em consideração cada elogio para revisar e corrigir pontos negativas da etapa. Para cada nova alteração na empresa, é criado um novo MVP, levando em consideração os quesitos de melhoria, que enfrentará um novo período de avaliação e será submetidos às opiniões dos usuários, e aprimorado ao final de mais um ciclo.

3 – Execução deve ser ágil

Finalmente, a “Lean” atua com o desenvolvimento ágil. Uma vez definido o produto mínimo viável, dado que as falhas do último ciclo já foram corrigidas, essa etapa pode se repetir, com o objetivo de testar alguma alteração e realizar a já citada adaptação constante ao mercado. Assim novas críticas e conclusões aparecem, e a empresa vai seguindo o caminho da melhoria contínua


Logo, a metodologia se baseia em consecutivos ciclos, sendo o primeiro para validar as hipóteses criada pelo empreendedor, e os demais, para aperfeiçoar o serviço ou produto dos ciclos anteriores, buscando cada vez mais a cativação dos clientes e seu espaço no mercado. Além disso, essa forma pode encontrar um grande engano ou falha no final de um dos processos. Por isso, é considerada a possibilidade de “pivotar”- ato de mudar o rumo do negócio – ao invés de fechar as portas, como empresas tradicionais provavelmente fariam.

A metodologia Lean Startup fornece uma maneira rápida, econômica e sucinta de tanto validar as dores do mercado, quanto utilizar poucos recursos para ser escalar o produto e serviço. Dessa forma ela é extremamente relevante para se apresentar o projeto para um investidor, uma vez que alia o baixo custo com a validação das premissas e mensuração do valor gerado pela empresa.

Esses fatores permitem entender porque a metodologia “Lean” vem ganhando cada vez mais força e brilhando os olhos dos investidores. Os empreendedores já perceberam que a opinião do cliente é o que mais importa para uma empresa, logo, seria no mínimo ilógico, uma metodologia que valoriza tanto essas críticas dos usuários para moldar os seus produtos, não ser tão bem-sucedida no mercado.


Adaptado de: Arthur Melo – Consultor da UCJ

Possui vontade de abrir uma startup e não sabe por onde começar para atrair investidores? Entre em contato com relacionamento@ucj.com.br e converse com nossa equipe!

Categoria: , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *