OBTENHA VANTAGENS COMPETITIVAS ATRAVÉS DO CONTROLE DE ESTOQUES

abril 21, 2016 10:00 am

00Estoque

Reduzir custos, melhorar as vendas e obter capital de giro adequado: o segredo para o sucesso do seu negócio pode estar na Gestão dos seus Estoques.

A obtenção de vantagens competitivas através do estoque é um tema tão antigo quanto o estudo da própria Administração. Para empresas tradicionais de revenda, o estoque pode representar grande parte do capital investido, além dos custos de armazenagem e de manutenção.

Controlar os estoques de maneira eficiente promove a satisfação dos clientes, uma vez que os produtos chegarão em tempo hábil e dentro da qualidade esperada. Financeiramente, a empresa terá mais capital disponível para outros investimentos estratégicos através de compras mais calculadas. Além disso, poderá reduzir o espaço físico necessário para estocagem e reduzir perdas no estoque.

Produto estocado por muito tempo significa dinheiro parado!

Mas o que deve ser feito para que se tenha uma gestão de estoque eficiente?

1º Passo: Conheça o produto e a cadeia de distribuição

O primeiro passo exige que o gestor do estoque conheça o tempo limite de estocagem, as características do produto, as condições de armazenagem e de transporte. Dessa forma, saberá qual o tempo máximo que o produto poderá ficar estocado e, assim, evitará possíveis perdas.

2º Passo: Controle as compras e as vendas

Conheça quantitativamente a situação do seu estoque. Existem várias formas de fazê-lo: softwares ou planilhas de controle de estoque, fichas de kanban (veja mais sobre a metodologia aqui), entre outros. Nos sistemas de controle de estoque, os itens são lançados no momento da compra e da venda, o que permite visualizar a situação do estoque em qualquer momento, bem como a necessidade de compra de algum produto.

Existem vários métodos para o controle de compras e vendas, os mais tradicionais são o PEPS, UEPS e o método do Custo Médio Ponderado.

  • PEPS – Primeiro a produto entrar no estoque é o primeiro a sair.

Esse método é muito utilizado por empresas cujo corebusiness são produtos perecíveis, que não podem mantê-los estocados por muito tempo. Sua principal vantagem é a possibilidade de conhecer o custo da mercadoria vendida com exatidão e avaliar fornecimento de descontos sem que haja prejuízo financeiro para a empresa. Além disso, é um dos métodos aceitos pelo Fisco.

  • UEPS – Último produto a entrar é o primeiro a sair.

O UEPS é um método de controle muito eficiente, uma vez que proporciona o planejamento e o acompanhamento do setor de produção, permitindo que o gestor faça ajustes rápidos no setor de compras. Por outro lado, não é um método aceito pelo Fisco, porém, muitas empresas o utilizam apenas para a obtenção de informações gerenciais acerca do estoque.

  • Custo Médio Ponderado

O Custo Médio Ponderado é um dos métodos mais utilizados para o controle de estoque. É aceito pelo Fisco e consiste no cálculo da média dos custos de uma cesta de produtos ao invés da utilização do custo efetivo da compra.

3º Passo: Avalie os estoques

A partir da implementação de um controle de estoque, uma gama de informações poderá ser utilizada para a maximização da eficiência do estoque. Portanto, faça análises e correções! Descubra a sazonalidade das vendas, a quantidade mínima necessária para cada produto armazenado, quais produtos são mais lucrativos e os mais onerosos para a empresa.

Com esses passos e a melhor administração de seus estoques, sua empresa obterá várias vantagens, tanto em relação à gestão interna, quanto em comparação aos concorrentes, abrindo portas para novas oportunidades de sucesso.

 

 

Escrito por: Mariana Almeida, Diretora Administrativo-Financeiro – UCJ

Palavras-chave: , , ,

Categoria: , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *