OKR: Quebrando os Paradigmas da Definição de Metas

dezembro 13, 2016 10:00 am

foto-para-okr

A definição da visão, ou seja, de onde a empresa visa chegar em um determinado horizonte de tempo, é muito importante para uma organização. A estratégia é um instrumento utilizado para nortear as ações das organizações, para que, por meio do cumprimento dos objetivos nela delimitados, estas alcancem as suas respectivas visões. Para que isso ocorra, metas devem ser definidas para cada um desses objetivos, de maneira que os membros da empresa consigam compreender se estão caminhando conforme o desejado.

O conceito de estratégia, no entanto, é geralmente bastante abstrato, de modo que muitos gestores se afastam do tema por acreditarem que se trata de uma questão de alta complexidade, um sistema robusto e difícil de ser desenvolvido, aplicado apenas às grandes corporações. Muitos também acreditam que a definição dos objetivos e metas contidos na estratégia e a transmissão destes para os demais membros da organização seja uma tarefa extremamente desafiadora. Para contestar e desconstruir este pensamento que muitas pessoas possuem acerca do tema, e assim desmistificar a estratégia, surgiram algumas metodologias, sendo uma delas o OKR – Objective and Key Results.

O OKR (Objectives and Key Results – Objetivos e Resultados-Chave) é uma metodologia criada originalmente pela Intel© e adotada pelo Google© em 1999, cujo principal objetivo é auxiliar na definição de metas. Os OKRs são um conjunto de objetivos inter-relacionados que, alcançados de forma individual ou coletiva, vão contribuir para os objetivos macro de uma organização. Dessa forma, eles são vitais para que o profissional entenda o seu escopo de trabalho e se organize de modo a compreender onde direcionar seus esforços e onde não gastar energia.

A metodologia OKR é baseada no preceito de que uma boa meta deve listar o que vai ser feito e a maneira como os resultados relacionados à esta atividade serão mensurados. Assim, um OKR tem dois componentes: o objetivo e um conjunto de Resultados-Chave. A estrutura de um OKR é:

Eu vou _______________ medido por _______________.

O objetivo significa o que a companhia deseja atingir. É composto por aspectos qualitativos, frases e textos motivadores, que sejam simples e fáceis de se memorizar.

Os resultados-chave representam a maneira como a organização saberá se o objetivo está sendo atingido. Estes são compostos por aspectos quantitativos, sendo definidos por meio de métricas nas quais os valores demonstram o desempenho das ações, permitindo ao gestor identificar a qualidade e o progresso da execução das iniciativas.

Um exemplo de OKR seria:

Objetivo: aumentar a chegada de clientes.

Resultados-chave: aumentar o número de visitas no site para 200 por mês; aumentar o número de curtidas nas postagens do blog em 50%; diminuir o percentual de chamadas não atendidas no telefone da empresa para 5%.

Algumas características peculiares dos OKRs são:

  • A simplicidade, pois devem ser fáceis de compreender e de se mensurar;
  • A agilidade, de modo que se desenvolvam em ciclos curtos de definição de metas, sendo estes trimestrais, ao contrário do planejamento realizado apenas de maneira anual, considerado por muitos engessado e estático;
  • Serem definidos por gestores e funcionários, tanto de modo Bottom-up (de baixo para cima na hierarquia), como de modo Top-Down (de cima para baixo na hierarquia), de maneira que a alta gestão define OKRs anuais e a equipe de funcionários deve definir OKRs trimestrais, ou de um prazo menor, visando alcançar os OKRs anuais. 60% dos OKRs devem ser definidos pela equipe de funcionários e 40% dos OKRs devem ser definidos pela alta gestão;
  • Devem estar presentes em um ambiente de transparência, sendo publicados de forma a serem conhecidos por toda a organização;
  • Devem ser desafiadores, pois as metas devem possuir a capacidade de tirar as equipes da zona de conforto, sendo ao mesmo tempo alcançáveis e difíceis de se atingir.
  • Se sugere que as metas sejam separadas de remuneração e avaliação, sendo essa uma condição para que a equipe possa elaborar metas, de fato, difíceis e motivadoras.

O OKR possui como principal finalidade permitir que os membros da organização trabalhem na mesma direção, possuindo prioridades claras. Diversos são os benefícios de se implementar a metodologia na gestão da companhia, visto que os funcionários se sentem engajados na realização do seu trabalho, pois compreendem as metas e os impactos das atividades por eles executadas no desempenho dos resultados-chave. Com isso, o foco das equipes de trabalho passa a ser no resultado que será gerado para a organização, o que pode elevar os patamares em que se encontra a empresa, por meio do estabelecimento de um campo favorável à cultura de alto desempenho.

 

 

Escrito por: Rodrigo Saliba – Diretor de Projetos da UCJ

Palavras-chave: , , , , ,

Categoria: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *