Planejamento Estratégico: O Que É e os Passos para Implementar em sua Empresa

maio 22, 2018 2:00 pm

Empresas que obtêm sucesso – mesmo em períodos de crise – possuem todas um fator em comum: um Planejamento Estratégico bem estruturado.

Crise: vem de um ideograma chinês, e significa ao mesmo tempo perigo e oportunidade.

Estratégia: é a arte de aplicar com eficácia os recursos disponíveis para alcançar objetivos definidos.

Assim, a crise deve ser interpretada como uma oportunidade para um empreendedor que sabe se planejar e consegue sucesso em suas ações. A chave para tudo isso é um modelo de Planejamento Estratégico – que mostra a ele o que fazer e como fazer no momento certo.

Continue lendo este artigo e você aprenderá:

  • Os fundamentos de um bom Planejamento Estratégico;
  • As melhores metodologias utilizadas;
  • Como criar Políticas Institucionais, Indicadores e Metas.

Planejamento Estratégico para o Sucesso

GOL e Toyota: Um Estudo de Caso de Planejamento Estratégico 

Grandes empresas como GOL e Toyota, entenderam o poder de um Planejamento Estratégico e transformaram seu panorama de vendas e lucros.

A GOL entrou no mercado de aviação em 2001. Já em 2006, a empresa foi avaliada em 12 bilhões e cresceu 17 vezes em faturamento.

O segredo de todo este crescimento? Uma boa análise de mercado somada a criação de uma forte cultura organizacional. Toda a sua estratégia empresarial foi traçada logo no início de sua empresa, deixando sempre claro para todos seus objetivos.

Você pode ler mais sobre o caso de sucesso da GOL clicando aqui.

Já a Toyota viveu um caso um pouco diferente. Após uma grande crise organizacional a empresa ficou à beira da falência, perdendo seu direcionamento como empresa. A empresa reinventou seu processo produtivo através de uma estratégia de eliminação de desperdícios, trabalhando sob fluxos contínuos e estoque sob demanda. Foi assim que surgiu o Toyotismo.

Você pode ler mais sobre o caso de sucesso da Toyota clicando aqui.

Espelhando nos exemplos de tais grandes empresas, a pergunta que fica é: Como é possível criar um Plano Estratégico que faça com que os resultados de minha empresa sejam potencializados?

Os Princípios de um Bom Plano Estratégico

Não há nenhum grande segredo neste processo. Para entendermos como criar um Planejamento Estratégico de alta performance vamos começar entendendo o que é estratégia e como podemos aplicar ela no dia a dia de nossa empresa.

O que é Estratégia

Estratégia é um conjunto de grandes escolhas que orientam o gerenciamento atual e a construção de uma visão de longo prazo sob condições de incerteza.

Podemos interpretar a estratégia como uma rota com três variáveis fixas: O ponto de partida, o destino e o trajeto.

Ponto de Partida: Como Estamos Hoje

O Ponto de Partida refere-se à situação da empresa no momento, seja quanto a seu posicionamento no mercado, ou a questões de gerenciamento interno.

Para identificar é preciso ter muita autoconsciência como empresa, realizando uma análise interna efetiva e realista, apontando as forças e fraquezas da empresa.

Destino: O Grande Sonho

O Destino refere-se a onde a empresa almeja chegar, ou seja, o patamar ideal que a empresa se imagina no futuro.

É comum que o destino aponte para uma posição de mercado – ser a maior empresa de venda de automóveis. Ou associada a indicadores chave para a empresa – possuir o maior índice de satisfação no mercado de aviação.

Trajeto: A Trilha do Sucesso

Por fim, o trajeto faz menção ao conjunto de ações que a empresa realiza em seu dia a dia para alcançar seus objetivos, ou seja, seu Planejamento Estratégico.

É aqui que se desdobrarão os níveis tático e operacional da empresa. E é por isso que uma estratégia faz toda a diferença na hora de direcionar esforços e tomar decisões.

 

Uma empresa sem estratégia toma decisões de maneira isolada, dificultando o alcance dos objetivos almejados. Já uma empresa que possui um Planejamento Estratégico Empresarial bem definido, consegue agir de maneira coesa e alcançar seus objetivos de forma eficiente.

Como Criar um Bom Planejamento Estratégico

Entendendo a importância de um Planejamento Estratégico, vamos agora entender o passo a passo para a criação deste!

Análise de Ambientes

Comece entendendo quais são os pontos de força e fraqueza de sua empresa. Esta etapa chama-se Análise de Ambientes.

Nela, pode-se fazer uso de diversas ferramentas estratégicas para se entender o panorama atual da empresa. Recomenda-se a utilização da Matriz SWOT para entender quais são os pontos fortes e fracos da empresa, além de suas oportunidades e ameaças de mercado.

Pode-se usar também a Matriz BCG para entender quais são os produtos que tem potencial de crescimento em sua empresa. É uma ferramenta interessante para analisar o seu Mix e o Ciclo de Vida de seus produtos.

Por fim, recomenda-se que se aplique um questionário com os funcionários de sua empresa, para compreender quais são os pontos de melhoria que devem ser trabalhados em seu Plano Estratégico.

Políticas Institucionais

Concluída a etapa de Análise de Ambientes, inicia-se a etapa de criação das Políticas Institucionais que regem a empresa. São as famosas Missão, Visão e Valores da organização, e simbolizam o grande direcionamento que a empresa deve ter em seu Planejamento Estratégico.

Missão

A Missão da organização representa sua razão de ser, ou seja, o porquê sua empresa existe de fato.

Relembrando o Plano Estratégico da GOL, sua Missão é: “Aproximar pessoas com segurança e inteligência”, que simboliza muito mais do que a venda de passagens áreas.

Visão

Já a Visão de uma empresa representa quais são os seus objetivos de longo prazo. Lembrando da definição de estratégia trabalhada anteriormente, a visão remete ao Destino traçado.

Assim, para definir sua visão, é preciso entender onde sua empresa almeja estar no futuro. Utilizando novamente o exemplo da GOL, temos: “Ser a melhor companhia aérea para viajar, trabalhar e investir”.

Valores

Não obstante, os Valores de uma organização são a primeira e mais forte representação da cultura organizacional que a empresa deve ter.

Os valores de uma empresa guiam o perfil de pessoas que trabalham lá, e são essenciais para a identificação de bons profissionais no processo de seleção. Assim, é importante para qualquer empreendimento estabelecer valores organizacionais que norteiam o comportamento de seus funcionários.

Os valores da GOL são: Baixo Custo, Time de Águias, Inteligência, Servir. Cada um deles tem um significado mais profundo, que está presente na cultura e no dia a dia da empresa!

Escolha uma Metodologia de Planejamento Estratégico

Assim que as Políticas Institucionais são finalizadas, entra-se na etapa de escolha da metodologia de Planejamento Estratégico.

Existem diversas opções metodológicas disponíveis no mercado, as que vamos ressaltar neste artigo três: BSC, OKR e Diretrizes.  

BSC: Balanced Scorecard

O BSC (Balanced Scorecard) é uma metodologia de gestão estratégica de desempenho. Os passos dessas metodologias incluem:

  • Definição da estratégia empresarial,
  • Gerência do negócio,
  • Gerência de serviços; e
  • Gestão da qualidade

Estes passos devem ser implementados por meio de indicadores de desempenho, que estão alinhados a objetivos estratégicos. O Balanced Scorecard utiliza um mapa estratégico para apresentar visualmente os maco objetivos da empresa, seguindo quatro perspectivas:

  • Aprendizado e Crescimento,
  • Processos Internos,
  • Clientes e Stakeholders,
  • Financeiro.

OKR – Objectives and Key Results

A OKR (Objectives and Key Results – Objetivos e Resultados-Chave) é uma metodologia que utiliza um conjunto de objetivos inter-relacionados. A premissa é que se alcançados de forma individual ou coletiva, vão contribuir para os objetivos macro de uma organização.

A metodologia OKR é baseada no preceito de que uma boa meta deve listar o que vai ser feito e a maneira como os resultados relacionados à esta atividade serão mensurados. Assim, um OKR tem dois componentes: o objetivo e um conjunto de Resultados-Chave.

Gerenciamento de Diretrizes

Por fim, o Gerenciamento pelas Diretrizes implica na ideia de se dividir um direcionamento em outros, colocando estas quebras de direcionamentos sob responsabilidade de outras pessoas.

Todas as diretrizes desdobradas devem estar intimamente ligadas à diretriz original, de forma que o cumprimento de todos os desdobramentos resulte no cumprimento da diretriz estabelecida originalmente.

 

Assim, entendendo a realidade de cada empreendimento e tendo conhecimento a respeito das metodologias de Planejamento Estratégico acima, é possível escolher um método que traduza de maneira eficaz os direcionamentos de sua empresa.

Crie Indicadores Chave

Depois de escolher a metodologia, é necessário criar indicadores. A criação dos indicadores para seu Plano Estratégico deve ser feito através de seus objetivos estratégicos ou diretrizes traçados.

“O que não é mensurado, não é gerenciado”.

Para criar um indicador é necessário refletir sobre quais são os processos de minha empresa que precisam ser mensurados para entender minha situação interna e externa. São os indicadores que indicam o resultado da tomada de decisão dos integrantes da empresa, de maneira a proporcionar informações que pautam a tomada de decisão da organização.

Aprenda TUDO sobre KPIs – Indicadores Chave de Desempenho – e como implementá-los no nosso artigo:

LEIA: KPIs: Conheça Tudo Sobre os Indicadores Chave para Sua Empresa

 Utilize Metas e Objetivos

Por fim, é preciso criar metas e objetivos para pautar os resultados dos indicadores criados. Através de tais metas a gestão da empresa será coerente, pois os resultados da organização serão pautados em uma régua que indicará se os resultados gerados são positivos ou não.

Para a criação de tais metas pode-se utilizar do Método de Lacunas, caso haja base histórica para análise, ou através de análises quantitativas e qualitativas do dono da empresa, que deverá ponderar resultados razoáveis de acordo com a vivência organizacional que o mesmo possui.


Não há vento favorável para quem não sabe onde quer ir. Faça seu Planejamento Estratégico, defina seus objetivos e cresça os resultados de sua empresa!

Com os conhecimentos apresentados neste texto você é capaz de desenvolver um Planejamento Estratégico bem estruturado. Quando executado e gerenciado por uma boa equipe será o responsável por ocasionar o salto de gestão que sua empresa tanto precisa!

Para complementar o seu Planejamento Estratégico, desenvolva ao mesmo tempo um bom Gerenciamento de Riscos. São dois conceitos que se relacionam intimamente para o sucesso de uma empresa:

Gerenciamento de Riscos – Tudo que você precisa saber

 

Texto escrito por Camila Viera – Presidente da UFMG Consultoria Jr.

 

Categoria: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *