Plano de Cargos e Salários: Benefícios e Como Fazer

junho 5, 2018 9:30 am

O Plano de Cargos e Salários é um importante instrumento gerencial para as questões relacionadas à remuneração e carreira profissional dentro de uma organização.

Ele oferece ao funcionário a possibilidade de visualizar as diferentes direções que ele pode seguir em sua trajetória profissional, levando em conta a evolução salarial e também as suas perspectivas de carreira. Esclarece o sistema de promoções, trabalho e carreira que existe na empresa.

É deixar claro para o funcionário o que ele precisa fazer para continuar crescendo!

Continue lendo e você irá ver:

  • Os Benefícios e Resultados Esperados do Plano de Cargos e Salários
  • O Papel do Recursos Humanos
  • Passo a Passo para Montar o Plano de Cargos e Salários

Plano de Cargos e Salários

Os Benefícios do Plano de Cargos e Salários

O plano de cargos e salários serve para analisar atualizar e equilibrar a estrutura de cargos e funções dentro da empresa.

Ele oferece transparência quanto às regras utilizadas para a administração salarial e garante parâmetros técnicos e justos para distinção de cargos dos membros. Além disso, o plano proporciona a visualização do mapa de carreira, critérios para promoção e progressão.

Resultados Esperados

Os resultados que se deve esperar ao implementar o uso dessa ferramenta na sua empresa são:

  • Diminuição dos riscos trabalhistas,
  • Aumento da motivação dos funcionários com o trabalho,
  • Relação transparente com seus colaboradores,
  • Reconhecimento dos bons funcionários,
  • Aproveitamento máximo dos talentos de sua empresa.

O Papel do setor de Recursos Humanos

Para alguns podem parecer óbvias as funções do setor de RH: selecionar, contratar, treinar, remunerar e comunicar os acontecimentos da corporação aos funcionários. Porém para fazer isso com qualidade são necessárias ferramentas que compreendem verdadeiramente o desejo dos envolvidos neste processo.

O verdadeiro papel do RH é conquistar a confiança e fidelidade do funcionário. Caso seja bem executado todos os envolvidos nesse processo ganham.

Essa forma de lidar com os desejos dos funcionários aumenta sua motivação e consequentemente, aumenta o seu desempenho.

O funcionário que deve ser valorizado dentro de uma empresa é aquele que sabe os tipos de funções que desempenha. Se você perguntar para um funcionário o que ele faz na sua empresa e ele responder apenas o nome do cargo, é sinal de qual precisa ser feito.

O RH deve ser eficiente em conscientizar para que as pessoas não apenas saibam qual o seu cargo, mas a sua função na organização. E um Plano de Cargos e Salários cria essa ponte de entendimento entre os funcionários com a estratégia da empresa.

Entender essa ferramenta é importante para que as funções dos cargos e sua remuneração sejam bem definidas e nada genéricas.

O Passo a Passo do Plano de Cargos e Salários

Se a sua empresa não possui nenhum sistema de Cargos e Salários definido, siga os passos abaixo!

É um jeito simples de começar, que te ajudará nos primeiros passos. Conforme sua empresa for crescendo e adquirindo mais complexidade será preciso contar com um sistema mais robusto, normalmente desenvolvido por profissionais especialistas.

1º Passo: Organograma e Hierarquia

Na primeira etapa é necessário entender  como a empresa organiza os colaboradores, como por exemplo a sua estrutura hierárquica e políticas internas. 

Esse entendimento é feito principalmente por meio de um organograma. É preciso mapear todos os cargos e como eles se relacionam de forma hierárquica. Isto é: quem responde a quem, quem decide em última instância, e quem é responsável por cada área.Organograma

No que tange às Políticas Internas, é necessário saber o objetivo final do trabalho de todos. Qual é a Missão da Empresa? E sua visão para os próximos anos? Quais são os valores que devem ser encontrados nos funcionários?

Todas essas perguntas devem ser respondidas na elaboração de um Planejamento Estratégico:

Click Banner Planejamento Estratégico

2º Passo: Funções e Responsabilidades

Ainda junto aos gestores da empresa, será necessário definir as funções e responsabilidades de cada cargo. A melhor forma de fazer isso é sentando com cada um dos funcionários e perguntar o que eles fazem. Um maneira complementar é observar o seu trabalho, porém gasta mais tempo e o observador pode deixar alguma tarefa passar.

Função: São as diversas atividades e tarefas que o funcionário executa. São exemplos atualizar o sistema, ou então preencher o relatório de desempenho.

Responsabilidade: São os resultados pelo qual aquele cargo é responsável. O resultado pode ser um número (indicador, meta), um produto final, ou um estado. Por exemplo, manter o bom funcionamento da linha de produção, ou alcançar as metas definidas para o setor.

3º Passo: Política Salarial

Para pagar salários competitivos é preciso realizar um levantamento de todos salários de mercado para cada cargo. Isso poderá ser feito através de pesquisas de mercado, ou consultando sindicatos e outras fontes. Fazer uma pesquisa em outras empresas do mesmo porte que a sua também poderá ajudar a adequar uma remuneração justa.

Nessa etapa, caso identifique que sua empresa está pagando um salário defasado em relação ao mercado, pode ser um momento de rever sua política salarial. É importante oferecer um salário competitivo no mercado para que sua empresa consiga captar bons profissionais.

Também é importante manter uma remuneração realista com a quantidade de funções e responsabilidades de cada cargo. Assim você não compromete a motivação dos seus funcionários, deixando claro que estão sendo bem remunerados por seus esforços.

4º Passo: Definindo as Carreiras

Uma carreira profissional é a perspectiva de crescimento que o seu funcionário tem dentro de sua empresa. Isso deixa bem claro para seus colaboradores o que ele precisa fazer para continuar crescendo e conquistando melhores posições e salários.

É preciso atribuir a cada carreira os requisitos de crescimento, para que seus funcionários se orientem.

Alguns exemplos de critérios para promoção são:

  • Tempo de empresa,
  • Educação escolar,
  • Cursos específicos na área de atuação,
  • Proficiência em línguas estrangeiras,
  • Produtividade e desempenho com as metas.

É muito importante que os critérios listados estejam alinhados com a estratégia da empresa.

5º Passo: Avaliação dos Funcionários

É preciso avaliar o desempenho de cada funcionário da empresa, destacando seus pontos fortes e pontos fracos. Essa avaliação deve ser coerente com o que é esperado de cada cargo, com base nas funções a serem executadas.

Também é importante levar em conta os valores da empresa, para avaliar além do desempenho o encaixe cultural daquele funcionário. 

Para aprender a avaliar bem seus funcionários leia o nosso texto sobre Avaliação de Desempenho.

6º Passo: Alinhar os Funcionários com o que é Esperado

Com os insumos da etapa anterior, é necessário alinhar cada funcionário com o seu cargo cargo. Isso é feito através da comparação de seus pontos fortes e fracos com as funções que serão desempenhada no cargo.

É o momento de reconhecer as fortalezas que ajudarão o funcionário a desempenhar o trabalho e crescer na carreira daquele cargo. Também é preciso, se existir, alertá-lo sobre o desenvolvimento necessário para que ele esteja alinhado com as demandas do cargo.


É importante que as empresas sempre busquem gerir melhor os seus Recursos Humanos.

O Plano de Cargos e Salários é o primeiro passo para uma melhoria de gestão. Quando implementado gerará um senso de justiça , aumento da motivação e produtividade dos trabalhadores. São os benefícios de deixar claro o sistema de remuneração e promoções utilizados na sua empresa!

Você conhece os Subsistemas de Recursos Humanos? É uma estrutura de Gestão de Pessoas, que habilita uma visão sistêmica sobre sua empresa, com clareza de onde atuar para conseguir os melhores resultados.

Leia mais no nosso texto:

Banner: Subsistemas de Recursos Humanos

 

Texto escrito por Igor Carvalho, Consultor da UFMG Consultoria Jr

Categoria: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *