SWOT: Como Elaborar e quais Vantagens para as Organizações

dezembro 15, 2016 10:00 am

foto-swot

A Matriz SWOT é uma ferramenta de administração utilizada para analisar os ambientes internos e externos da empresa e assim traçar estratégias para alavancar o desempenho no mercado.

 

A sigla SWOT é uma abreviação das palavras da língua inglesa: Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats, que significam, respectivamente: Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças. Por isso, a matriz pode ser encontrada também com o nome de FOFA.

 

Por ser uma ferramenta fácil de ser aplicada, a SWOT pode ser utilizada para analisar qualquer cenário e ambiente, seja em uma microempresa ou em uma multinacional. A fase de elaboração de um planejamento estratégico é quando a matriz é mais aplicável, proporcionando ao gestor uma visão geral de todos os pontos que a SWOT apresenta.

 

Para construir uma SWOT podemos dividi-la em duas partes: o ambiente interno, e o ambiente externo.  No ambiente interno encontramos as Forças e Fraquezas, vejamos:

 

Forças ­– são os elementos internos da empresa que podem beneficiar o negócio. Algumas perguntas podem ser feitas para conseguir identificar estas forças, exemplo:

  • Quais suas vantagens competitivas?
  • Sua localização é privilegiada?
  • Como é seu relacionamento com os clientes e Stakeholders?

 

Fraquezas – aqui estão os pontos que prejudicam o seu negócio, assim como nas Forças, podemos realizar perguntas para identificá-los:

  • A mão de obra é capacitada?
  • Matéria prima ou fornecedores são escassos?
  • Existem tecnologias superiores a que uso?

 

Com relação agora ao ambiente Externo, temos as Oportunidades e as Ameaças:

 

Oportunidades – fatores externos que podem influenciar positivamente a empresa. Alguns exemplos:

  • Concorrentes fracos
  • Eventos que podem ser explorados
  • Leis ou tributações favoráveis

 

Ameaças – é o último ponto da SWOT e está relacionado às forças externas que podem prejudicar o andamento do negócio. Exemplos:

  • Algum projeto, lei ou regulamentação que afete o negócio
  • Falta de mão de obra qualificada
  • Concorrentes consolidados no mercado

 

O principal diferencial desta ferramenta de gestão não é a construção da matriz em si, mas as medidas que serão tomadas para mitigar os problemas encontrados e aproveitar as oportunidades e forças da empresa. Cabe então a cada gestor tomar as medidas cabíveis para alavancar a participação da empresa no mercado. A SWOT por si, não serve de nada, mas se as medidas certas forem tomadas para abordar todos os pontos encontrados na matriz, alavancando Forças, aproveitando Oportunidades e mitigando Fraquezas e Ameaças, certamente a empresa se destacará no mundo dos negócios.

 

Escrito por: Fábio Brandão – Consultor UCJ.

Palavras-chave: , , , , , ,

Categoria: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *